Maria Fernanda

Quero brindar a arte, ao poeta, ao amor. Se fosse uma pintora, pintaria o sorriso do mundo em plena harmonia, a beleza das ondas do mar abraçando vivências, maestro de música delicada e forte, depende do jeito que se escuta. Olhar a grande tela da vida e constatar o surreal, que é essa beleza real que agraciados fomos em ter. Grito a liberdade de abrir mundos, lugares, pessoas, e nessa mesma liberdade brilha o sol, fica azul o céu e o mar. Esse oceano beleza que gera, que move, que traz e que leva. Me segura com seu jeito corajoso em teus braços, me pega de um jeito que a alegria se encaixe. Quero minha vontade de sentir essa audácia e jogar pra fora no teu ritmo, nas tuas asas, meu brinde. Obrigada a cada um que faz comigo a poesia mais linda desse mundo. A poesia da a m i z a d e! ♥ PS: Um brinde com suco de uva. ✿Maria Fernanda✿

o amor é um elo

domingo, 20 de março de 2016

Felicidade

Felicidade é algo tão simples,
E faz parte das nossas vidas todos os dias.
Felicidade é o sorriso da criança,
Quando alguém lhe afaga a cabeça.
É o vestidinho que se põe aos domingos, para ir à pracinha, saborear o céu.
 
Felicidade é ter um lar para voltar, tirar os sapatos que apertam os pés.
É adotar a alegria e compartilhar enxugando uma lágrima.
Felicidade é se apaixonar e sentir essa paixão se transformando em amor, amor pra toda vida.
É conhecer a liberdade, sem punhados de milho nos joelhos.
É pedir a Deus para proteger aqueles que amamos, e aqueles que vamos amar.
 
Felicidade é não carregar preconceitos, metidos conceitos.
É correr ao encontro da alegria que nos espera.
É chorar por não saber como comportar tanta felicidade.
É enxugar as lágrimas de alguém, usando sua própria mão.
É abraçar e dar a certeza a essa pessoa que pode contar contigo!
Felicidade é ela imediatamente sentir que pode contar.
 
É enxergar o outro com ternura.
Felicidade é ter pai, mãe e irmãos, e saber que não importa o que aconteça, eles estarão sempre ao seu lado.
É saber que contar com eles é tudo de certo.
Felicidade é ficar quando a decepção te pede para seguir em frente, mas você preferiu ouvir o coração que a razão.
Felicidade é lamber cada ofensa, e sentir que aquele sabor amargo, só precisa do mel que possui o amor.
 
Felicidade é deixar o sol acordar o amanhã bem diante dos seus olhos, e receber o mais precioso presente de enxergar isso. É o barulho das ondas do mar, é olhar sua imensidão e se sentir tão privilegiado por sua humildade.
Felicidade é ver a noite vestindo o pijama mais bonito que alguém já imaginou.
É as estrelas iluminando o mundo para todos sem distinção, a lua encantado os casais com sua poesia, e a dama-da-noite prestigiando tudo com seu cheiro único de flor formosura.
 
É amar tanto a natureza que ela entranhou na sua alma e lá fez morada.
Ahh! Felicidade é recitar sem ser poeta, e sentir que a poesia te habita mesmo assim.
Que o valor das coisas não se pode medir, porque cada um tem o valor que comporta. E o mais belo de tudo isso é que é na sua própria medida exata.
Felicidade é saber que um dia a minha meninice foi algemada até os 6 anos, e depois a liberdade me deu asas, e eu deixei de ser Fernandinha do orfanato e fui ser Fernanda na vida.
 
Felicidade é saber que fui embora apenas do que me machucou e fiz morada no amor para sempre.
Clarice, a sábia Clarice, já disse em um poema: “A felicidade aparece para aqueles que choram.
Para aqueles que se machucam.
Para aqueles que buscam e tentam sempre.
E para aqueles que reconhecem a importância das pessoas que passam por suas vidas.”

Eu digo que a felicidade nunca se foi, todos podemos senti-la de perto.
Pena que na maioria das vezes esperam que ela esteja no mais alto padrão, mas a felicidade é simples, e seu reino está na essência, na maneira verdadeira de cada um.
Não a espere numa grife de roupa, nem num brilhante, isso passa, e o que é passageiro não contém sentimento real.

A verdadeira felicidade está nos pequenos grandes detalhes, e cada um de nós carrega a sua.
Estou sendo feliz agora, escrevendo o que sinto, comendo um pão brotinho com manteiga e café com leite, ouvindo o barulhinho da chuva e esperando o telefonema de Felipe.
Felicidade é observar uma criança correndo, com um sorriso de felicidade no rosto, porque sente-se segura e protegida, sob o olhar de sua mãe.
Felicidade é de graça, basta saber conduzir.
____________
Maria Fernanda

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tenho olhado o tempo...
Quando estou tomando um café, ou na varanda.
Quando estou mergulhada nos livros, ou no trabalho.
Ele me diz: Paciência Fernanda.
Sim tempo, eu tenho paciência...

Fernanda Marinho