Maria Fernanda

Quero brindar a arte, ao poeta, ao amor. Se fosse uma pintora, pintaria o sorriso do mundo em plena harmonia, a beleza das ondas do mar abraçando vivências, maestro de música delicada e forte, depende do jeito que se escuta. Olhar a grande tela da vida e constatar o surreal, que é essa beleza real que agraciados fomos em ter. Grito a liberdade de abrir mundos, lugares, pessoas, e nessa mesma liberdade brilha o sol, fica azul o céu e o mar. Esse oceano beleza que gera, que move, que traz e que leva. Me segura com seu jeito corajoso em teus braços, me pega de um jeito que a alegria se encaixe. Quero minha vontade de sentir essa audácia e jogar pra fora no teu ritmo, nas tuas asas, meu brinde. Obrigada a cada um que faz comigo a poesia mais linda desse mundo. A poesia da a m i z a d e! ♥ PS: Um brinde com suco de uva. ✿Maria Fernanda✿

o amor é um elo

quinta-feira, 17 de março de 2016

Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ A meus pais com carinho Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ.

Espere! Segure minha mão, sou eu quem pede. Feche os olhos e sinta, mas não deixe que seus olhos pairem em mim. Pense em algo grandioso, talvez o desabrochar de uma flor. Sinta minhas lágrimas, elas têm o mais puro agradecimento.

Pai e mãe, eu agradeço de joelhos essa grande graça. O impossível se fez possível, tenho vocês comigo. Sinto vontade de gritar, um grito de felicidade, a cada olhadela em nós. Minha oração eu compartilho... Ela é agradecimento fiel pelo que tenho.

Eu rezo ao céu e sei que Ele me escuta. Obrigada por me chamar de anjo aos dois, mas cada vez que os escuto chamar-me assim, eu vejo as grandes asas em vocês. Eu consigo me sentir lá no alto com esse grande amor. Eu entendo que o Senhor do alto está entre nós, eu consigo sentir seus braços bem apertados. É bom acordar e saber que vou tomar o café da manhã com você pai.

É bom saber que você está sempre pronta a me aconselhar, com essa doçura mãe. Ao céu agradeço por minha fé, que me trouxe vocês. E rezo para nunca perder isso. Tudo que eu quis, eu tenho agora. Se algum dia fui “poeta”, é porque a poesia mais bonita que eu já escrevi, foi falando desse meu amor. Estão fortemente grudados, neste cordão umbilical eterno, que liga todo sentimento bonito no meu coração. E eu já lhe disse muitas vezes pai, que viro palhaça só para ver você gargalhar, lembra? É um prazer assumir um picadeiro por você meu herói rsrsrs. Olho da janela, há folhas tombando ao chão, a brisa deve estar sorrindo também.

Eu quero dizer a vocês que os amo, também na escrita, isso deve ficar tatuado no mundo. Eu morei em um casulo quando ainda era apenas uma pequenina lagarta, depois fui saindo dele, e ainda não era uma borboleta, aprendi na vida suas mais valiosas lições. Tento ser sempre melhor no aprendizado. Mas aprendi a voar cedo, era necessário. Quebraram minhas asas muitas vezes e disseram que eu não podia tê-las. Eu não desisti de voar, todos temos o direito dessas asas. Cada asa que olho sinto orgulho, tenho a certeza que aquela pessoa as mereceu.

Pai querido, ganho asas nesse amor por vocês. Só queria que soubesse que são a minha poesia. A luz que ilumina, o caminho que trilhamos juntos. Enquanto eu fito seus olhos, meu coração fala. Amo-te. Obrigada por me fazer feliz.

_________

(Maria Fernanda)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tenho olhado o tempo...
Quando estou tomando um café, ou na varanda.
Quando estou mergulhada nos livros, ou no trabalho.
Ele me diz: Paciência Fernanda.
Sim tempo, eu tenho paciência...

Fernanda Marinho