Amor sempre....

Amor sempre....
Caminho entre flores. O chão continuará pra nós com outras paisagens. Sou o que sou, porque é tudo que sei ser. E todo meu olhar escrito que você nunca aprendeu a ler, permanecerá no descaso para quem não compreende.

terça-feira, 29 de março de 2016

Vivência

E a noite veio me deixando viver algo que nunca vivi contigo. Um sonho cheio de emoções, e eu atuando nele, com um papel principal.
Consegui ter um pouco de ti
Porque não entender se teus olhos são verdades. Além da limpidez da alma que eu “conheci” e aprendi a querer tão bem, a ponto de saber que  o amor nos nutre com ingredientes eternos.Um mar e teu rosto inudando como um rio fluindo em demasia, por ter sido represa uma vida inteira.
Observadora das tuas angústias estive em silêncio, afagando tuas lágrimas com meu desespero e amor. Desespero por não saber o que fazer ali, e amor porque foi o que guardei para ti durante toda uma vida.
Você chorou... E eu quase me afoguei no teu pranto, por toda a dor que eu sabia, você estava sentindo. No limite você chegou, ao limite eu fui contigo...
________
 
Fernanda

Um comentário:

  1. Viver ou conviver é uma grande arte! E tem que ter amor! Sem ele... ah... sem ele... nada funciona direito...
    Um beijo

    ResponderExcluir

Tenho olhado o tempo...
Quando estou tomando um café, ou na varanda.
Quando estou mergulhada nos livros, ou no trabalho.
Ele me diz: Paciência Fernanda.
Sim tempo, eu tenho paciência...

Fernanda Marinho
Ah posso pedir para me conhecer melhor?
Então vem aqui ó!

https://linguagem-miuda.blogspot.com.br/