Maria Fernanda

“Como os oceanos tinham níveis muito baixos de água, era possível caminhar do sul da Inglaterra até a França, e continuar andando. Se não fosse impedido por outros humanos, até chegar a Java”. (livro: Uma breve história do mundo). Então fico imaginando como há coisas a aprender na geografia de nossa história. Esse é um planeta que ainda retém riquezas que não se pode avaliar. Cada leitura vem repleta de abastanças... Repensar na crueldade do homem com tudo isso é o caos. Cada um fazendo a sua parte era utopia demais, e o quadro ficou exposto sem cuidado e a paisagem começa a borrar nas laterais, meio e... Fim? Eu suponho que até os primórdios já viviam a saga. Caminho em alerta. Descrever a fundo teria que exigir experiência. Tornasse nômade por descobertas. Amo o planeta, isso eu bem sei dizer. E cada dia vale o investimento porque pouco oferecimento não me move. ✿Maria Fernanda✿

o amor é um elo

domingo, 19 de junho de 2016

Um fio de esperança

Um fio de esperança, flores ao redor, há um belo jardim.
Meus olhos encontram-se nos olhos do tempo. Não vejo diferenças entre os dele e os meus. Apenas sei que no fundo do meu coração sinto tanto e tanto...
Quem disse que o amor não dói? Então olhe através dos olhos de minha alma. Perceba o quanto um coração pode chorar. Há uma busca... há espaços vazios sem resposta. Há uma pequena fagulha de esperança sim. Há buracos negros se misturando e deixando de ser abstratos. Faces...... elas não percebem a dor da minha. Por que há tanta distância? Você ainda está aqui, mas não consigo visualizar o teu sorriso. Então o eco do tempo me parece tão persuasivo, como posso descansar? Tentativas... lá fora tudo continua como antes, eu também tento continuar sendo aquela que sorria, mas é impossível quando lembro do nosso primeiro encontro.
Estou desperta com o violão na mão no meio da noite gelada. Meu sono passeia entre nuvens e estrelas, então um grito sem voz vindo do meu peito pede que essa dor pare de doer. Me ajude se puder, a consolar meus olhos e minha alma. Estou tão incompleta agora, me faça sorrir como antes. Um fio de esperança eu peço, não me deixe no meio do caminho, desse caminho sem fim.
__________
Maria Fernanda

Imagem: net

3 comentários:

  1. Olá menina que amamos e que desejamos,
    que possa superar estas nuvens negras,
    desviar de todos estes buracos que
    cismam de lhe assustar. Ouço este som
    que vem no vento dos Andes e sinto a
    solidão que ora lhe invade, mas no mesmo
    som vem um tom de equilíbrio e que faz um
    olhar para dentro, da vida que pede para seguir.

    Com todo carinho o meu abraço.
    Uma semana abençoada renovando esperanças.
    Cultive a paciência e colha a paz do seu coração.
    Bjs de paz amiga.

    ResponderExcluir
  2. Sabes, as nuvens mais cinzentas carregam mais água para trazer bênçãos. Nem sempre é a cor com que nos identificamos no momento, mas depois que passa a chuvada o céu começa a clarear de novo e aí começa o fio de esperança num dia em que um abraço possa mitigar a saudade quer quer aqui ou além. E um leve sorriso voltará a esboçar-se no calendário das estrelas!
    Abraço enorme, Princesinha

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Passando para rever a amiga... Que Deus abençoe seus dias, menina poesia!
    Abraço do Erico

    ResponderExcluir

Tenho olhado o tempo...
Quando estou tomando um café, ou na varanda.
Quando estou mergulhada nos livros, ou no trabalho.
Ele me diz: Paciência Fernanda.
Sim tempo, eu tenho paciência...

Fernanda Marinho