Maria Fernanda

Quero brindar a arte, ao poeta, ao amor. Se fosse uma pintora, pintaria o sorriso do mundo em plena harmonia, a beleza das ondas do mar abraçando vivências, maestro de música delicada e forte, depende do jeito que se escuta. Olhar a grande tela da vida e constatar o surreal, que é essa beleza real que agraciados fomos em ter. Grito a liberdade de abrir mundos, lugares, pessoas, e nessa mesma liberdade brilha o sol, fica azul o céu e o mar. Esse oceano beleza que gera, que move, que traz e que leva. Me segura com seu jeito corajoso em teus braços, me pega de um jeito que a alegria se encaixe. Quero minha vontade de sentir essa audácia e jogar pra fora no teu ritmo, nas tuas asas, meu brinde. Obrigada a cada um que faz comigo a poesia mais linda desse mundo. A poesia da a m i z a d e! ♥ PS: Um brinde com suco de uva. ✿Maria Fernanda✿

o amor é um elo

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Tudo que eu queria




O que é felicidade?
Não acho que a conheça mais.
Em volta do meu peito há uma redoma agora.
Ali há qualquer coisa que reflete longe,
ele está se tornando de lata,
por maior que seja minha necessidade de lutar.
Tudo que eu queria era uma volta no tempo,
porque preciso conseguir estar preparada para o agora.
Olho um horizonte nublado por lágrimas,
ninguém precisa chorar um oceano.
Então por que não consigo parar?
Olho em volta e tudo está sempre igual.
Acredito ainda em milagres,
eu vivi um.
Agora estou seguindo em frente e
tudo que eu queria era parar de chorar.

Maria Fernanda
:.ﮨﯝﮨჱﮨﯝﮨ.:ﮨﯝﮨჱﮨﯝﮨ.:ﮨﯝﮨჱﮨﯝﮨ.:

Um comentário:

  1. Tristes e tão saudosas palavras... Viveste o milagre, agora as lágrimas também hão de te deixar...Só ficarão as de emoção e boas lembranças...bjs, chica, tudo de bom!

    ResponderExcluir

Tenho olhado o tempo...
Quando estou tomando um café, ou na varanda.
Quando estou mergulhada nos livros, ou no trabalho.
Ele me diz: Paciência Fernanda.
Sim tempo, eu tenho paciência...

Fernanda Marinho