Maria Fernanda

Quero brindar a arte, ao poeta, ao amor. Se fosse uma pintora, pintaria o sorriso do mundo em plena harmonia, a beleza das ondas do mar abraçando vivências, maestro de música delicada e forte, depende do jeito que se escuta. Olhar a grande tela da vida e constatar o surreal, que é essa beleza real que agraciados fomos em ter. Grito a liberdade de abrir mundos, lugares, pessoas, e nessa mesma liberdade brilha o sol, fica azul o céu e o mar. Esse oceano beleza que gera, que move, que traz e que leva. Me segura com seu jeito corajoso em teus braços, me pega de um jeito que a alegria se encaixe. Quero minha vontade de sentir essa audácia e jogar pra fora no teu ritmo, nas tuas asas, meu brinde. Obrigada a cada um que faz comigo a poesia mais linda desse mundo. A poesia da a m i z a d e! ♥ PS: Um brinde com suco de uva. ✿Maria Fernanda✿

o amor é um elo

segunda-feira, 23 de junho de 2014

Tanã, nã, nã, nã!


3 comentários:

  1. Lindo,Nanda e que muitos vagalumes te acompanhem sempre! beijos,chica e feliz por tua volta! Como andam todos?

    ResponderExcluir
  2. Olá, Fernanda!
    Melhor luz que a do vaga lume não conheço.
    Lindo!
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Oi Nanda! Coloquei esse novo link por lá pois conforme msg da Chica vi que teve problemas com o antigo blog. Ficou muito linda e inspirada sua poesia! Adoro vagalumes tb! bjs,

    ResponderExcluir

Tenho olhado o tempo...
Quando estou tomando um café, ou na varanda.
Quando estou mergulhada nos livros, ou no trabalho.
Ele me diz: Paciência Fernanda.
Sim tempo, eu tenho paciência...

Fernanda Marinho