Maria Fernanda

Quero brindar a arte, ao poeta, ao amor. Se fosse uma pintora, pintaria o sorriso do mundo em plena harmonia, a beleza das ondas do mar abraçando vivências, maestro de música delicada e forte, depende do jeito que se escuta. Olhar a grande tela da vida e constatar o surreal, que é essa beleza real que agraciados fomos em ter. Grito a liberdade de abrir mundos, lugares, pessoas, e nessa mesma liberdade brilha o sol, fica azul o céu e o mar. Esse oceano beleza que gera, que move, que traz e que leva. Me segura com seu jeito corajoso em teus braços, me pega de um jeito que a alegria se encaixe. Quero minha vontade de sentir essa audácia e jogar pra fora no teu ritmo, nas tuas asas, meu brinde. Obrigada a cada um que faz comigo a poesia mais linda desse mundo. A poesia da a m i z a d e! ♥ PS: Um brinde com suco de uva. ✿Maria Fernanda✿

o amor é um elo

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Mornos


Corre pensamento
em busca do que o agrade.
O tempo se faz estranho,
navego em suas asas
com o toque da brisa no rosto.
Tenho já saudades
do que foge entre meus dedos.
Exploro rotas que não conhecia,
navego por mares e marés,
sou vendaval em noites de lua cheia.
E sigo por ondas desiguais
desnuda de todas as coisas vãs.
Escolto os sonhos que embora acanhados
ainda que mornos fulguram
com traços de esperança.




Maria Fernanda
:.ﮨﯝﮨჱﮨﯝﮨ.:ﮨﯝﮨჱﮨﯝﮨ.:ﮨﯝﮨჱﮨﯝﮨ.:

28 comentários:

  1. poema cativante. muito belo
    merece sonhos grandes
    ... e não sonhos acanhados.

    beijos

    ResponderExcluir
  2. É um toque de emoçôes esta poesia... Belo

    ps: Adorei as tuas palavras em meu blog mas fiquei sem poder pubicar porque o meu pc foi formatar e perdi algumas coisas e uma delas foi ter ficado sem acesso aos comentários que me fizeram...
    Obrigada pela atenção. Beijinho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Brisa.
      Que pena!

      Por nada amiga.
      Beijinhos

      Excluir
  3. Boa tarde, o belo poema é maravilhoso num vendaval em noites de lua cheia,assim como, uma linda declaração de amor.
    AG

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá amigo,
      sim
      uma declaração de amor a saudade.
      Obrigada

      Abraço

      Excluir
  4. Um belo poema que nada tem de morno, pois a paixão pela vida em cada palavra, aquece-o.

    Um beijinho

    ResponderExcluir
  5. Olá querida,

    Uma lindeza de poema.
    Detive-me em seu final:
    "Escolto os sonhos que embora acanhados
    ainda que mornos fulguram
    com traços de esperança."
    Sonhos acanhados, ainda que mornos, podem se transformar em lindas e felizes realizações.

    Beijão.

    ResponderExcluir
  6. Cara Fernanda,eis um belo momento lírico, composto de versos delicados, feito brisa poética. Um abraço daqui do sul Tenhas uma boa noite.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro amigo,
      vindo de um poeta fico lisonjeada.
      Muito obrigada Gilmar

      Abraço

      Excluir
  7. Sonhar traz em si s força do universo!

    Beijo poeta

    ResponderExcluir
  8. Os sonhos nunca devem ser tímidos, pke sonhar é um direto k te assiste.
    O teu pensamento corre, mas já com saudades de tudo aquilo que se escapa por entre tuas mãos. És mto jovem, ainda, olhando tua foto de perfil, daí esse vendaval de que falas. Um dia, irás apanhá-lo.
    Gostei do k escreveste e k reflete tua forma de ser e de ver o mundo, por vezes, "Aleatoriamente", talvez, mas é bom, desse jeito, sim!
    Não te preocupes, nem um pouco!

    Beijos, Nanda!

    ResponderExcluir
  9. Que os sonhos embora acanhados morem sempre no seu coração.
    Lindo poema
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
  10. Querida Fernanda, você tem brilho e jamais ficará inerte diante da vida. Sonhos a abraçam. Seus versos são lindos.
    Muito obrigada pela visita ao meu cantinho que ainda descansa. Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não poderia deixar de ir lá Mari,
      você é uma amiga muito querida.

      Beijinhos

      Excluir
  11. Sabes?
    Aqui, debruçada perante estas teclas, fogem-me as recordações como querendo apagar o que quero. E deixo. Anuo. Porque foi aqui que te vi, senti a brisa percorrendo o teu rosto de menina, cabelos enfeitados de malmequeres que ainda vejo. Meus dedos fogem das palavras para não me atraiçoarem. Como para ti "o tempo se faz estranho", meu anjo! Mas há sempre um porto seguro à nossa espera!
    EAT!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 😍 E Tu bem sabes disso é eu também sei
      Há sim meu amor e sabemos🤗

      Um beijo
      EAT

      Excluir

Tenho olhado o tempo...
Quando estou tomando um café, ou na varanda.
Quando estou mergulhada nos livros, ou no trabalho.
Ele me diz: Paciência Fernanda.
Sim tempo, eu tenho paciência...

Fernanda Marinho