Maria Fernanda

Quero brindar a arte, ao poeta, ao amor. Se fosse uma pintora, pintaria o sorriso do mundo em plena harmonia, a beleza das ondas do mar abraçando vivências, maestro de música delicada e forte, depende do jeito que se escuta. Olhar a grande tela da vida e constatar o surreal, que é essa beleza real que agraciados fomos em ter. Grito a liberdade de abrir mundos, lugares, pessoas, e nessa mesma liberdade brilha o sol, fica azul o céu e o mar. Esse oceano beleza que gera, que move, que traz e que leva. Me segura com seu jeito corajoso em teus braços, me pega de um jeito que a alegria se encaixe. Quero minha vontade de sentir essa audácia e jogar pra fora no teu ritmo, nas tuas asas, meu brinde. Obrigada a cada um que faz comigo a poesia mais linda desse mundo. A poesia da a m i z a d e! ♥ PS: Um brinde com suco de uva. ✿Maria Fernanda✿

o amor é um elo

quinta-feira, 27 de julho de 2017

Quase sem forma





Silêncio, presença forte entre um peito sangrando e um coração machucado.
Um grito talvez tirasse da garganta este nó, o afeto é tão nobre, que talvez quem me leia nestes tempos construa uma pequena ponte mais próxima ou distante do que sou.
Sim, há todo este silêncio em mim esta noite, onde só os meus dedos falam.
Também há toda uma história por detrás do silêncio. Por hora mantenho os olhos fechados.
Imploro apenas esta noite junto a este silêncio, penso em voar, chegar pró...ximo do céu, onde pudesse falar com Deus e lhe fazer um pedido.
Como se fosse possível voar por entre véus que sufocam esperanças.
Essencial, onde você aportou?
Enquanto o tic tac das horas trabalham com pontualidade, me sinto pequena entre soluços, quase sem forma.
_____
M. Fernanda

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tenho olhado o tempo...
Quando estou tomando um café, ou na varanda.
Quando estou mergulhada nos livros, ou no trabalho.
Ele me diz: Paciência Fernanda.
Sim tempo, eu tenho paciência...

Fernanda Marinho