Amor sempre....

Amor sempre....
Caminho entre flores. O chão continuará pra nós com outras paisagens. Sou o que sou, porque é tudo que sei ser. E todo meu olhar escrito que você nunca aprendeu a ler, permanecerá no descaso para quem não compreende.

domingo, 18 de fevereiro de 2018

Elo de nós.

Aleatoriamente um toque de poesia


Toma-me assim nos braços sem resistência.
Porque nos teus braços sou precisão e entrega.
Desconhecido não existe no teu coração e no meu, 
apenas fome do mesmo alimento.
Essa certeza tem sede grande e exata.
Não é no ato que firmo, é no sentimento... Na entrega.
No teu caminho consonância certa para meus sentidos,
Como se cada cantinho, fosse marcado com pedrinhas preciosas.
E todas às vezes quando faço morada em ti, sou privilegiada com um grande tesouro.
Contigo aprendi a voar, por lugares que o coração aprendeu conhecer bem.
Nesse amor sem regras, sem preço, sem meias palavras.
Porque me fiz mais sábia na tua casa, e lá edifiquei a minha certeza Deus.


Texto e imagem:
M. Fernanda

4 comentários:

  1. "Contigo aprendi a voar, por lugares que o coração aprendeu conhecer bem."
    Tão belo, Fernanda!
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá querida Graça!
      Que bom que gostou, obrigada!

      Para nós amiga.
      Beijinho

      Excluir
  2. Belíssima poesia Linda mesmo...
    Agradeço as suas visitas ao meu blog e palavras amáveis
    Élys.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Élys!
      Bom vê-lo de volta.
      É um prazer visitar os amigos, pois a amizade é especial.

      Beijinho

      Excluir

Tenho olhado o tempo...
Quando estou tomando um café, ou na varanda.
Quando estou mergulhada nos livros, ou no trabalho.
Ele me diz: Paciência Fernanda.
Sim tempo, eu tenho paciência...

Fernanda Marinho
Ah posso pedir para me conhecer melhor?
Então vem aqui ó!

https://linguagem-miuda.blogspot.com.br/