Amor sempre....

Amor sempre....
Caminho entre flores. O chão continuará pra nós com outras paisagens. Sou o que sou, porque é tudo que sei ser. E todo meu olhar escrito que você nunca aprendeu a ler, permanecerá no descaso para quem não compreende.

segunda-feira, 26 de março de 2018

Relato

Aleatoriamente um toque de poesia

“ Aproximando-se ainda mais, Jesus contemplou Jerusalém e chorou sobre ela, dizendo:
 Oh! Se também tu, ao menos neste dia que te é dado, conhecesses o que te pode trazer a paz!...
 Mas não, isso está oculto aos teus olhos.” Lucas 19, 41-42.




Esta noite o céu parece quieto,
As nuvens passeiam por ele cobrindo a lua, e as estrelas.
Minha mente divaga...
Observo um pequeno ser, obra divina.
Ele se aninha nos braços de sua mãe 
a vida!

Texto e imagem:
M. Fernanda



E deu brilho de Sol a participação dele: meu grande amigo Toninho.
Amei querido, obrigada!
http://mineirinho-passaredo.blogspot.com.br/

"Na noite de céu quieto,
brilhou no céu uma luz,
vinda de um certo objeto.
Mas sei ser mesmo Jesus."

8 comentários:

  1. Hoje lembro de dizer que está lindo este painel menina. Que a Semana Santa seja de reencontro com o melhor de nós.

    Na noite de céu quieto,
    brilhou no céu uma luz,
    vinda de um certo objeto.
    Mas sei ser mesmo Jesus.

    Inspirador seu olhar e poema Fernandinha.

    Carinhoso abraço de paz e luz.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah Toninho querido,
      obrigada por seu carinho que sempre me abarca de uma forma tão bonita.
      Uau!Que lindo poema meu amigo!!!
      Você irradia amor por isso é tão fácil esse brilho teu.

      Que assim seja nossa semana.
      Beijo amigo

      Excluir
  2. Sempre lindo aqui, bela inspiração ! beijos, tudo de bom pra vocês, chica

    ResponderExcluir
  3. Olá, Bom dia, a imagem encanta-me pela elevada beleza, assim como, o pequeno poema que é significativo na mensagem "Ele se aninha nos braços de sua mãe
    a vida!" é mesmo, os braços da mãe aconchegam melhor.
    Continuação de feliz semana,
    AG

    ResponderExcluir

Tenho olhado o tempo...
Quando estou tomando um café, ou na varanda.
Quando estou mergulhada nos livros, ou no trabalho.
Ele me diz: Paciência Fernanda.
Sim tempo, eu tenho paciência...

Fernanda Marinho
Ah posso pedir para me conhecer melhor?
Então vem aqui ó!

https://linguagem-miuda.blogspot.com.br/