Maria Fernanda

“Como os oceanos tinham níveis muito baixos de água, era possível caminhar do sul da Inglaterra até a França, e continuar andando. Se não fosse impedido por outros humanos, até chegar a Java”. (livro: Uma breve história do mundo). Então fico imaginando como há coisas a aprender na geografia de nossa história. Esse é um planeta que ainda retém riquezas que não se pode avaliar. Cada leitura vem repleta de abastanças... Repensar na crueldade do homem com tudo isso é o caos. Cada um fazendo a sua parte era utopia demais, e o quadro ficou exposto sem cuidado e a paisagem começa a borrar nas laterais, meio e... Fim? Eu suponho que até os primórdios já viviam a saga. Caminho em alerta. Descrever a fundo teria que exigir experiência. Tornasse nômade por descobertas. Amo o planeta, isso eu bem sei dizer. E cada dia vale o investimento porque pouco oferecimento não me move. ✿Maria Fernanda✿

o amor é um elo

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Para todas as horas


Companheiro, namorado.
Meu amigo querido acima de tudo...
É assim que me desvendo, quando o meu coração bate tão forte.
Eu te amo tanto, tanto...
As nuvens são o chão quando estou entre teus braços.
Não se pode explicar essas coisas por mais que se tente.
Eu não fazia ideia como o amor é altissonante!
Mas sabia senti-lo, sem saber explicar.
É tão fácil desvendar como é tocar teu semblante e sentir tua alegria, quando fecho os olhos.
Ilumina-se tudo, e o brilho reluz iluminando teu riso farto e doce.
Sabemo-nos dessa troca porque nos amamos.
_______

Fernanda

7 comentários:

  1. Querida amiga

    Há quanto tempo...

    Além de recolher a inspiração
    deste maravilhoso espaço
    de sentimentos e reatar a amizade,
    aproveito a visita para convidá-la
    a partilhar a alegria,
    de ouvir um poema de minha autoria
    musicado em Minas Gerais.

    O mesmo se encontra no meu blog
    www.sonhosdeumprofessor.blogspot.com.br

    e para mim,
    ter este poema
    escutado por pessoas
    que fazem do mundo virtual,
    um mundo melhor,
    será um tributo a felicidade.

    ResponderExcluir
  2. Aluisio amigo querido, que saudades!
    Obrigada pelo carinho.

    ResponderExcluir
  3. Oi Fê,

    Que alegria revê-la e estar com você aqui novamente. Não sabia que você tinha voltado a blogar. Pensei que a família estivesse absorvendo todo o seu tempo. Afinal, você, tão novinha, já é possuidora de uma grande família.

    Suas palavras são sempre ternas e repletas de amor.
    Grande presente da vida é ter um amor sincero, companheiro e amigo. Você fez por merecer.
    Espero que você e Felipe estejam bem adaptados e muito felizes.

    Obrigada pelo carinho.

    Beijão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou com muitas saudades Verinha, por isso tentando conciliar todos os afazeres.
      Minha família é maravilhosa e as horas que venho aqui, são os momentos em que estou trabalhando ou estudando na madrugada, o tempo dos meus filhotes é sagrado.
      A escrita para mim é como respirar, preciso dela, e quando a saudade vem preciso vir.
      Felipe e eu estamos aprendendo cada dia com dedicação, amor e cuidado a ser pais. E lhe digo amiga! Estamos nos saindo muito bem rsrsrsr. Beijão sorriso lindo. Obrigada pela visita

      Excluir
  4. Fernando, encontrei-te novamente. Que bom!!!!
    E que lindo poema! E que Deus continue abençoando esta relação. Bjs

    ResponderExcluir
  5. O amor com todas suas virtudes,
    Viver um grande amor, é estar em transe.
    Lindo demais Nanda.
    Que bom que voltou. vamos juntos.
    Feliz 2015 já que agora estamos nos reencontrando.
    Foi bom dar um super giro por aqui.
    Siga com Deus amiga e solte suas inspirações.
    Bjs

    ResponderExcluir

Tenho olhado o tempo...
Quando estou tomando um café, ou na varanda.
Quando estou mergulhada nos livros, ou no trabalho.
Ele me diz: Paciência Fernanda.
Sim tempo, eu tenho paciência...

Fernanda Marinho