Maria Fernanda

Quero brindar a arte, ao poeta, ao amor. Se fosse uma pintora, pintaria o sorriso do mundo em plena harmonia, a beleza das ondas do mar abraçando vivências, maestro de música delicada e forte, depende do jeito que se escuta. Olhar a grande tela da vida e constatar o surreal, que é essa beleza real que agraciados fomos em ter. Grito a liberdade de abrir mundos, lugares, pessoas, e nessa mesma liberdade brilha o sol, fica azul o céu e o mar. Esse oceano beleza que gera, que move, que traz e que leva. Me segura com seu jeito corajoso em teus braços, me pega de um jeito que a alegria se encaixe. Quero minha vontade de sentir essa audácia e jogar pra fora no teu ritmo, nas tuas asas, meu brinde. Obrigada a cada um que faz comigo a poesia mais linda desse mundo. A poesia da a m i z a d e! ♥ PS: Um brinde com suco de uva. ✿Maria Fernanda✿

o amor é um elo

domingo, 7 de agosto de 2016

Talvez...



Um toque, um perfume...
Um plano perfeito...
Estava tudo dentro, feito com fio de sentimento
Flores vestidas de céu, eu só queria cantar uma canção suave e ninar meu coração. Respiro flores, emano o passar do tempo.
Eles dizem que não é o bastante, e eu lhes digo que espero pelas estações.
...
Deixe serenar primeiro o que experimento, preciso viver nossa história até parar de doer.
Não vou escrever mentiras e falar que está tudo bem, que estou feliz, que já passou.... Sei muito bem que a vida continua.
Sei bem que irá doer menos do que já dói.
Por dentro ainda há labirintos,
Lugares que ainda não sarei.
Muitas vezes hospedamos a dor sem querer e ela vai ficando íntima.
De que planeta eu sou?
Daquele que o AMOR criou.
Ele me diz que há de ser o que está sendo, mas irá passar.
Que a ternura fique firme, a proteção está em cada canto.
Na alegria e na dor, no riso e na lágrima, no medo e coragem, na fé porque podemos aprender a ver alegria nas quedas, distinguir o que é terra e mar.
Há um reflexo em meus olhos, ele molda figuras e sonhos.
Há um jardim na minha alma, e nele há um guardião.
Há o livre arbítrio sendo testado, há uma menina por detrás da mulher.
E percebo que por maior que eu possa parecer estou crescendo ainda.
Há flores e chuva,
Há pingos de luz e cores.
Não posso mais repartir cada dor,
Não posso mais me dividir assim.
Talvez se eu apenas olhasse o céu, ou moldasse as flores, conseguisse dizer ao meu coração, bata da maneira certa, me ajude a saber te ajudar.
_____________
Maria Fernanda
Imagem: Minha

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tenho olhado o tempo...
Quando estou tomando um café, ou na varanda.
Quando estou mergulhada nos livros, ou no trabalho.
Ele me diz: Paciência Fernanda.
Sim tempo, eu tenho paciência...

Fernanda Marinho