Maria Fernanda

Quero brindar a arte, ao poeta, ao amor. Se fosse uma pintora, pintaria o sorriso do mundo em plena harmonia, a beleza das ondas do mar abraçando vivências, maestro de música delicada e forte, depende do jeito que se escuta. Olhar a grande tela da vida e constatar o surreal, que é essa beleza real que agraciados fomos em ter. Grito a liberdade de abrir mundos, lugares, pessoas, e nessa mesma liberdade brilha o sol, fica azul o céu e o mar. Esse oceano beleza que gera, que move, que traz e que leva. Me segura com seu jeito corajoso em teus braços, me pega de um jeito que a alegria se encaixe. Quero minha vontade de sentir essa audácia e jogar pra fora no teu ritmo, nas tuas asas, meu brinde. Obrigada a cada um que faz comigo a poesia mais linda desse mundo. A poesia da a m i z a d e! ♥ PS: Um brinde com suco de uva. ✿Maria Fernanda✿

o amor é um elo

terça-feira, 24 de outubro de 2017

O bem

Imagem: Minha


Ando meio ausente daqui, sei bem! Mas de certa forma estamos todos conectados. Creio que somos uma grande rede de emoção, poesia, sintonia. Este tempo é o melhor tempo para cumprir promessas, pedir desculpas, fazer boas ações, rever amigos, e refletir no Natal que se aproxima. A roupa do momento é de r e a l i z a ç ã o, de mãos segurando outras, renovação da alma. Me digo: é Fernanda, a vida é um riso escancarado ou mar de tristezas, cabe a nós escolher de que maneira quer seus lábios,  sorrindo ou fechado inquieto.
Cada dia é uma oferta divina, que vem de maneira preciosa em nosso amparo, e cabe a nós escolher saber o que precisamos realmente, deixando a resistência em ser feliz fraquejar.
O trabalho é algo grandioso, me pergunto muitas vezes o que faria se não fosse ele para me livrar da ociosidade. Em tudo que nos aplicamos precisa antes de qualquer coisa de amor. Os encargos são enormes, mas se forem exercidos com alegria e com máxima humildade sua equipe (colegas de trabalho) sempre estarão animados.
Sabe? Gosto desse ar sereno de bonança que recai em mim.
Agradeço porque a paciência é providencial sempre. Vivemos num mundo onde consecutivamente ocorrem coisas grandiosas, e muitas vezes estas coisas não são nada grandes para o bem enfim. Estamos numa escola, e essa escola exige de nós que sejamos bons alunos, e se aplicando cada dia em nossas lições de casa, para que possamos aproveitar, aprender e ensinar o carinho ao falar, o afago a quem precisa dele. Há êxito em plantar, perceba que se esquecermos um pouco a nossa “dor” e olhar para frente, veremos que ainda existirá alguém em maior sofrimento que nós. Essa é a maneira que o mestre Jesus nos ensinou a amar. Doe amor aquele que está próximo a você. Muitas vezes esse próximo só precisa desse fraterno auxilio, afinal todos necessitamos de uma dose diária de sentimentos bons, de adquirir experiência em amar.
O bem não é uma varinha de condão que apenas você faz um movimento e pronto, tudo se resolveu. Trabalhar no bem exige que você queira de verdade fazer isto. E para começar a trabalhar no bem, você precisa primeiro trabalhar junto ao coração que carrega em seu peito. Treine espalhar esse bem em você primeiro. Acorde e diga “bom dia Deus, agradeço o presente de poder abrir meus olhos e enxergar o dia perfeito que Você criou por me amar tanto assim.
Obrigada por sua benção todos os dias, ela chega a mim quando meus lábios podem dizer bom dia, como vai? Tudo bem? Conte comigo!
Obrigada por confiar em mim e me dar grandes tarefas para exercer aqui nesta Terra, e uma delas é ser mãe, filha, profissional, um lar para amparar, próximos para amar.”
Dispomos de todos os recursos para desempenhar com bons resultados esse caminho que viemos percorrer. Aprendendo a servir ao invés de ser servido, por experiência própria o bem é imensamente sentido na hora.

 
M. Fernanda

quarta-feira, 4 de outubro de 2017

Maneira mais bonita






Meu amor,
o horizonte tem teu rosto e a brisa teu cheiro.
E eu a saudade no coração.
Haverá dias que virão carregados de saudade mesmo que o tempo esteja cicatrizando a dor, e eu falarei com lágrimas nos olhos como faço agorinha mesmo.
Essa parte me dói tão fundo que minha alma pede um instante de silêncio,
para que eu organize meu coração e as cicatrizes.
É a vida vez em quando dando um grito de alerta no meu peito.
Obrigada Felipe, por ter me ensinado o que é felicidade.


Imagem e texto: M. Fernanda