Amor sempre....

Amor sempre....
Caminho entre flores. O chão continuará pra nós com outras paisagens. Sou o que sou, porque é tudo que sei ser. E todo meu olhar escrito que você nunca aprendeu a ler, permanecerá no descaso para quem não compreende.

sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

Há um azul



Há um azul por entre a neblina,
um nuance de tinta e magia.
O Céu nublou, o Sol não brilhou e a tarde pediu colo
para quem dele necessitava.
Os brilhos das estrelas não ficaram presentes,
e a ave voou trazendo em seu bico
um resquício do inverno.
No horizonte uma saudade, mas também uma esperança.
Então tudo é possível como o Céu é azul.
O sopro da brisa me diz que o eterno
não é só uma marca num mapa,
e isso eu já sabia...


Texto e imagem:
M. Fernanda

12 comentários:

  1. É, querida amiga, sempre há um céu azul ao fundo, nos dizendo que nem tudo está perdido, é só confiar mais um pouquinho...
    Um beijo, querida Fernanda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade mesmo Taís, e essa confiança precisa ser tão portas abertas quanto a fé.
      Beijão linda!

      Excluir
  2. Oi querida,
    No Céu Deus está segurando as nossas quedas.
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Lua,
      Ele é tão maravilhoso que nos segura para não cair querida rsrs

      Beijinho.

      Excluir
  3. Oi, Fê!

    Ah, que lindo! Quanta poesia, quanta esperança a tocar(me)!

    Beijos! =)

    OBS: Um brinde com suco de uva à saudade que senti!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi menina linda e querida!
      Tim-Tim! Risos...

      Obrigada Nad
      Beijinho

      Excluir
  4. Gostei bastante deste belo texto que está muito bem ilustrado, parabéns Fernanda, gostei bastante.
    Um bom Domingo.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    Livros-Autografados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada amigo Francisco,
      Bom domingo.

      Beijinho

      Excluir
  5. Gostei desse azul por entre a neblina.O gostei desse bico de ave trazendo inverno, MAS só porque gostas de chuva! Ah, Pois! Porque esse bico de bem-te-vi trará gotas de azul e muitas, muitas flores para ti. E Lá, onde Ele tudo vê, ficar feliz com as escolhas que fizeres sejam nuvens, algodão doce, lua, malmequeres.
    Mas eu, escolho dar-te o meu beijo maternal, filha!

    ResponderExcluir
  6. Ah meu amor, tu és tão poesia que eu usaria o bico da ave para cantar para ti.As escolhas são tão necessárias não é? Carecemos delas para seguir o curso de nossas vidas.
    Talvez margaridas enternceria por certo rsrsrs.
    E eu te daria outro com carinho, amor e respeito.
    EAT.

    ResponderExcluir

Tenho olhado o tempo...
Quando estou tomando um café, ou na varanda.
Quando estou mergulhada nos livros, ou no trabalho.
Ele me diz: Paciência Fernanda.
Sim tempo, eu tenho paciência...

Fernanda Marinho
Ah posso pedir para me conhecer melhor?
Então vem aqui ó!

https://linguagem-miuda.blogspot.com.br/